Petição – WIMUST

petizione-bigAs mulheres representam 50% de todos os que trabalham no mundo das artes do espetáculo.
Todavia, 89 das instituições de artes Europeias são dirigidas por homens.
A Resolução de 10 de março de 2009 do Parlamento Europeu, relativa ao Igual Acesso e tratamento para homens e mulheres ao mundo das artes do espetáculo, realça que as desigualdades entre mulheres e homens no que diz respeito às perspetivas e oportunidades de carreira neste campo estão bem presentes e persistem, e insiste que a igualdade entre os dois sexos deveria existir para todos os protagonistas no sector das artes cénicas, em todas as disciplinas, estruturas (produção, difusão e ensino) e atividades (artística, técnica e administrativa).
As mulheres dedicam tempo e energia para atingirem objetivos individuais, com enormes sacrifícios pessoais, sociais e financeiros, e são vítimas de um sistema que resiste a todas as possíveis formas de mudança. Elas são sujeitas a comportamentos discriminatórios em processos de seleção, contratação e acesso a instituições culturais, academias e universidades, meios de produção, e promoção, e redes de difusão em todas as disciplinas.
O talento por si só não basta para garantir qualidade artística de um desempenho ou o sucesso de um carreira, deixando competências e talentos inexplorados, danificando o dinamismo artístico, a sua influência e o seu desenvolvimento económico, e privando as artes de talento e competências.
O contato constante com o público é necessário ao reconhecimento e, como tal, é essencial aumentar a presença de trabalhos criados por mulheres em programação, coleções, publicações e órgãos de consulta.

A ESTE PROPÓSITO,
Convidamos os Estados-membros da União Europeia a:

  1. analisar e combater os mecanismos causadores de desigualdades ou de discriminação nas artes cénicas.
  2. derrubar os obstáculos que travam o acesso das mulheres a lugares de topo nas instituições culturais, universidades e academias.
  3. confirmar que o mesmo trabalho feito por homens e mulheres seja pago de igual modo.
  4. produzir análises comparativas e estatísticas da situação atual nas artes de modo a facilitar o estudo e a aplicação de políticas comuns, orientadas para o progresso.

Nós, abaixo-assinados, Mulheres e Homens que trabalhamos em todos os campos das artes do espetáculo (música, teatro, dança, cinema e televisão, circo: compositores, letristas de músicas, técnicos de som, músicos, dramaturgos, realizadores, maestros, coreógrafos, dançarinos, decoradores e figurinistas, professores, investigadores, musicólogos, historiadores, diretores artísticos, departamentos universitários, academias e instituições de ensino, bibliotecas de mulheres) apelamos a todos os Ministros da Cultura Europeus, da Igualdade Social, da Educação, e a todos os Parlamentos Nacionais, a adoptarem a Resolução do Parlamento da União Europeia de 10 de março de 2009, de modo a garantir a Igualdade de tratamento e de Acesso entre homens e mulheres nas artes do espetáculo.

Assinar a petição


Leia este artigo em outros idiomas: English | Italian | French | GermanSpanish |